Atendimento:
19 98314-2929

A importância da vacinação do seu cãozinho.

A importância da vacinação do seu cãozinho.

Ter um pet é sinônimo de uma infinidade de responsabilidades. Alimentar, banhar, dar carinho, medicar e vacinar!!! Oferecer ao seu pet um esquema vacinal correto é extremamente importante para prevenir doenças graves que podem acometê-lo! Mas você sabe como funciona o esquema vacinal dos cães? Há  alguns  anos atrás, estava disponível no mercado apenas a vacina Tríplice  para cães e a  Anti-rábica   para cães   e gatos.  No entanto, hoje, já existe para  os  cães  a    vacina  Polivalente  (V8, V10 e V11),  a  vacina para Traqueobronquite, a vacina Anti-rábica  e   vacina para a Giárdia.  A vacina Polivalente protege os cães contra as seguintes doenças: Cinomose;  Hepatite Infecciosa canina; Doença Respiratória causada por Adenovirus tipo2; Coronavirose canina; Parainfluenza canina; Parvovirose canina; e infecções por Leptospira. Esta ultima é que diferencia as vacinas V8, V10 e V11, que apresentam em ordem gradual mais ou menos agentes protetores contra leptospirose. A  vacina  para Traqueobronquite protege os cães contra Parainfluenza e Bordetelose e a vacina da Giárdia protegem contra o protozoário que causa a giardíase. Já a vacina Anti-rábica impede que o animal venha a desenvolver o vírus da raiva. As  vacinas  devem  ser  aplicadas  de  acordo  com  um  cronograma  estipulado  pelo Médico Veterinário a partir dos  45  dias de idade do cão e  60 dias de idade dos gatos,  e devem ser repetidas anualmente. É importante apontar que existe  uma grande diferença entre vacinar  e aplicar vacina.  Aplicar  vacina é somente "espetar"  o   animal com  a  agulha  de  seringa  e  introduzir  o  líquido embaixo da pele, enquanto que vacinar  significa  realizar uma série de medidas que resultem na certeza de que seu pet será imunizado. Dentre estas medidas, todas realizadas, obrigatoriamente, por um médico veterinário, está a avaliação do animal, para constatar se este está apto a receber a imunização. Outra medida importante que o médico veterinário precisará tomar é a verificação da qualidade da vacina, que deverá ser de boa procedência, de laboratórios confiáveis e com controle de qualidade eficiente – cuidado com as vacinas chamadas “nacionais” aplicadas por pessoas não habilitadas! Somente assim, se terá a certeza de que o animal produzirá  anticorpos e estará protegido contra as doenças infecciosas. Em resumo, os animais  necessitam  das  vacinas  para  terem  uma vida longa e  saudável,   já que  as doenças  acima  citadas  se  encontram   disseminadas  em  nosso  país   e  são  de   fácil transmissão.  Um  filhote não vacinado conta com uma grande possibilidade de não atingir  a   idade  adulta vítima de uma doença infecciosa. Já os adultos, estão sujeitos a adoecerem a qualquer momento quando não vacinados.  Os humanos precisam ser protegidos das doenças ditas zoonoses, aquelas doenças que são transmitidas do animal para o homem, como a Raiva e a Leptospirose. Um  animal  que não está devidamente imunizado pode adquirir uma zoonose e transmiti-la para a família de seu proprietário. Assim sendo, manter a carteirinha de vacinação atualizada é fundamental para a saúde de seu pet e, também, para a sua própria saúde! Procure o médico veterinário de sua confiança e garanta vida longa e saudável ao seu amiguinho bicho! Ele depende de você!  

Por: Dra. Edrissa Silveira, CRMV 11686 – médica veterinária da empresa KING DOG PET SHOP.

 

 

Galeria de Fotos

×
Chat Online via:
Facebook Messenger
Dúvidas/Vendas
(19) 98314-2929
Dúvidas/Vendas
(19) 98755-9077